quinta-feira, 17 de junho de 2010

O Lobo e o "comprimento de onda"


AMAR uma mulher quer dizer habituar o nosso sis­tema cerebrospinal a não vibrar senão por ela. Cada mu­lher tem o seu próprio «comprimento de onda», como diria um rádio-amador. Pode-se explorar todo o mundo, que não se encontrará outra mulher que tenha o seu «comprimento de onda», ainda que seja mais bela, mais sensual, mais enamorada do que ela.

13 comentários:

Josejina disse...

É pura verdade o que dizes,como sempre.

Mary disse...

O Amor é uma coisa maravilhosa.
Amo-te Lobo

gabrielle disse...

ahhh pois é!

por essas e por outras é que decidi dedicar-me ao surf ;)

Estrela disse...

LOBO,parece-me que estás apaixonado...
Andas falando sobre habituar o corpo a vibrar só pela mulher amada, andas olhando o céu procurando estrelas brilhantes...
Não sei, não hein?
Beijos para ti!

O LOBO de....POTT disse...

Não estou apaixonado.
Digo apenas o que penso,embora uma "estrela" me provoque sempre uma sensação agradável.
Um beijo.

NOKITAS disse...

À surpreendente viagem pelo poder que as hormonas têm nos relacionamentos sexuais e afectuosos do ser humano, sem que nos apercebamos disso,chama-se A QUÍMICA DO AMOR.

APIANISTA disse...

Numa altura, em que as relações entre os casais são cada vez mais frágeis; em que a taxa de divórcio cresceu mais de 80% nos últimos 10 anos, é curioso perceber que as agências matrimoniais têm cada vez mais clientes interessados em encontrar o par ideal.

Estrela disse...

Muito lisonjeiro de sua parte!
O ego feminino gosta de ser massageado de vez em quando e quando em vez...
bjs!

Teresa disse...

O que acontece é que as células são instruídas pelos génes, para fabricar as proteínas do Complexo Principal de Histocompatibilidade . Estas são as grandes responsáveis pelos sistema imunitário de identidade que, em contacto com corpos estranhos ditam o seu veredicto final. É aqui, que se sente ou não a dita atracção pelo outro.

O LOBO de....POTT disse...

Quem fala assim não é gago...

Beijos Teresa

clarinha florida disse...

Falar acerca da atracção que se sente pelas pessoas é complicado. A atracção sexual implica um conjunto de componentes e de atributos, nem sempre compreendidos. No fundo nem se precisa de compreender, pois o que prevalece é a atracção.

Tesourinha disse...

Se nos sentimos fortemente atraídos por uma determinada pessoa é porque os nossos genes são opostos aos dela, e que é daí que provém a atracção sexual. Quando os genes são semelhantes, a atracção raramente surge. É por isso que muitas das vezes, não se sente desejo por aquela pessoa que as pessoas entendem ser um verdadeiro "monumento". Tudo isto, está sempre associado ao cheiro e ao odor. Podemos até simpatizar com uma pessoa e quando sentirmos o seu odor, constatar que a mesma não nos motiva minimamente.

O LOBO de....POTT disse...

Se soubesse do resultado que isto ia dar não tinha escrito nada...