segunda-feira, 19 de julho de 2010

O Lobo e os cemitérios


A mim os cemitérios não me inspiram respeito.

Penso que lá em baixo estão sepultadas pessoas que na vida foram desprezíveis: homens que espancaram a mulher ou prostituiram a irmã; mulheres que trairam o marido por mera devassidão; homens que exploraram a amante; mulheres que fizeram sofrer pelo simples gosto de fazer sofrer; filhos que maltrataram o pai; pais que seviciaram os filhos; perseguidores, ladrões, trapaceiros, traidores ... Como se pode ter reverência por essa gente que estando morta, nem sequer tem a possibilidade de se tornar melhor?

5 comentários:

Estrela disse...

Em parte,vejo razão no que dizes. Por outro lado,os cemitérios abrigam muitas pessoas valorosas também.E são essas pessoas que, estando aqui, deram seu melhor,às quais se prestam reverências.
Abraço!

Teresa Lobato disse...

Suponho que queiras ser cremado...

Abraço

Mirian Martin disse...

Lobinho, em parte tem razão, mesmo. Só pensando dessa forma podemos tentar enganar a dor pela partida de quem amamos. (embora, muitas vezes, seja uma deslavada mentira).

bjs

Curiosa disse...

Querido ...
eu creio na continuidade da alma ...
ali estão apenas corpos, matéria putrefata ... não PRECISAM de respeito nenhum ... é o único momento em que o ser humano se mimetiza à natureza, realmente .. aliás, por isso até poderiam ser respeitados os nossos restos mortais ...

gosto do que escreves ... bj

O Absurdista disse...

independente da crença e costume de cada um, gostei do jeito que abordou o tema. inovador, nunca vi alguem faltar com respeito aos cemitérios de maneira tão sensata.
vou te seguir.